MAR DE MORROS

quarta-feira, 14 de março de 2012

SOMBUQUE 24, NATURA & PESSOAS, ANIBAL, 1985


Um pouco de História


1985, na capa do álbum um desenho representando os três reinos da Natureza, o Mineral,  o Animal e o Vegetal. NATURA & PESSOAS é o carro-chefe do álbum musical, no Festival de Pirapetinga/MG., ficou em 3º lugar depois de um resultado que demorou a sair. A maioria das músicas desta coleção são minhas, exceto as canções, FUEGO CALIENTE com o parceiro, Ronaldo Ferraz (in memoriam) e TÁ DANADO!, com o meu irmão,  A de
Antônio, foi realmente um ano muito bom.

As músicas:

224 – FUEGO CALIENTE (Anibal Werneck – Ronaldo Ferraz)
225 – CAFRÁZIO (Anibal Werneck de Freitas)
226 – DO ÔNIBUS (Anibal Werneck de Freitas)
227 – TÁ DANADO! (Anibal Werneck – A de Antônio)
228 – VOCÊ TEM QUE MORRER! (Anibal Werneck – A de Antônio))
229 – O QUE ME RESTA É TRABALHAR (Anibal Werneck de Freitas)
230 – TOALHA XADREZ (Anibal Werneck de Freitas)
231 – NATURA & PESSOAS (Anibal Werneck de Freitas)

video

NATURA E PESSOAS
(Anibal Werneck de Freitas)

Natura me cerca,
Fere-me n’alma.
Água cristalina,
Lúcida calma.

Cercam-me pessoas,
Afinam-me o espírito.
Varam-me assim
O senso crítico.

Natura e Pessoas
Buscam-me forte,
Parceiros do tempo
E da minha sorte.

domingo, 4 de março de 2012

SOMBUQUE 23, ANIBAL, 20 ANOS FAZENDO MÚSICA, 1985


 
um pouco de história

1985, meu 23º álbum musical comemorando 20 anos de composição musical, todavia, neste, estão inseridas 4 canções feitas há 21 anos atrás, ou seja, 1964. a única música de 1985 é uma adaptação na letra do hino dos normalistas de 1968 para o hino de pirapetinga/mg., que não aconteceu .




as canções deste álbum são,

219 – ALÉM DA MONTANHA AZUL (anibal werneck de freitas)
220 – O MEU PATINHO (anibal werneck de freitas)
221 – SONHO (anibal werneck  / a de antônio)
222 – NOVO RÍTMO (anibal werneck  / a de antônio)
223 – HINO DE PIRAPETINGA/MG (anibal werneck de freitas)

Minha primeira composição musical,

ALÉM DA MONTANHA AZUL (anibal)

além (muito além) da montanha azul 
além (muito além) da montanha azul 
vive um divino ser.

de quem eu não posso aproximar  e nem ver
de quem eu não posso aproximar  e nem ver
além (muito além) da montanha azul 
além (muito além) da montanha azul 
vive um divino lar.

onde eu não posso viver  e nem morar
onde eu não posso viver  e nem morar

mas um dia há de chegar
em que nesta montanha hei de habitar (bis) /

além...   além...  além...
da montanha azul.
da montanha azul.