MAR DE MORROS

terça-feira, 29 de maio de 2012

SOMBUQUE 31, ENGENHO DO RICO, ANIBAL, 1989

A música sempre trouxe mais dissabores do que sabores para mim, mas não tem jeito, mesmo assim não vivo sem ela, ela é mais forte que eu, como você pode observar, aí estou em pleno 1989 cantando e compondo, nem fama e muito menos dinheiro ganhei com ela e isso perdura até nos dias de hoje e, confesso que continuo com a mesma força, voltando ao álbum desta época, aí estou com um trabalho referente à História do meu país [Brasil], ENGENHO DO RICO, uma crítica que faço ao capitalismo que é um sistema que favorece só uma minoria. ENGENHO DO RICO significa a força dos poderosos com a Igreja e que não abrem mão de suas riquezas para melhorar a vida dos mais necessitados. Pois bem, nesta coleção musical reúno os seguintes parceiros: Celso Lourenço, Sinval, Bertold Brecht, Mazinho, Ronaldo Ferraz, Zé Guimarães e Iacyr Ânderson de Freitas, o interessante é que tirando o Bertold Brecht e o Iacyr Ânderson de Freitas, parceiros que não conheci pessoalmente, os demais sempre me deram trabalho, e tem um que continua dando, mas deixe isso pra lá, são coisas da vida. Na capa deste álbum musical está o desenho que eu fiz de um engenho de açúcar do século XVI no Brasil, não posso postar o desenho porque daqui pra frente tenho que pagar o espaço.

As músicas desta coleção de 1989 são:

285 – SER E VENCER (Anibal Werneck – Celso e Sinval)
286 – DEUS É RICO (Anibal Werneck de Freitas)
287 – ANALFABETO POLÍTICO (Anibal Werneck – Bertold Brecht)
288 – ENGENHO DO RICO (Anibal Werneck de Freitas)
289 – DESASTRADA CRENÇA (Anibal Werneck – Mazinho)
290 – FINGINDO (Anibal Werneck – Ronaldo Ferraz)
291 – IMPRESCINDÍVEL CANTO NOVO (Anibal Werneck – Zé Guimarães)
292 – A MULHER, O RIO E O FILHO (Anibal Werneck – Iacyr Ânderson de Freitas)
293 – PASSARADA (Anibal Werneck – Celso Lourenço).

A música escolhida foi A MULHER, O RIO E O FILHO





A MULHER, O RIO E O FILHO (Anibal Werneck & Iacyr Anderson Freitas) No barro vermelho do rio / Onde as águas passam calmas / Lambendo as pernas morenas das moças / Os meninos olham suas mães / A lavar as roupas que não são suas.

domingo, 20 de maio de 2012

SOMBUQUE 30, CEM VOCÊ, ANIBAL, 1989


Um pouco de História

1989, na capa deste álbum musical apenas o título CEM VOCÊ, criado pelo parceiro Celso Lourenço. Ainda nesta coleção, tem duas músicas que surgiram de uma brincadeira minha e do Celso Lourenço sobre o parceiro Armindo Torres, desta brincadeira surgiu a composição AOS AMIGOS: ANYBAL & CELSO [Anibal Werneck & Armindo Torres], também em destaque nesta coleção: METABOLISMO e FLOR DO QUERER.
Nesta ocasião o meu nome artístico era assinado com y.

As músicas:

278 – CEM VOCÊ [Anibal Werneck & Celso Lourenço]
279 – ARROTO [Anibal Werneck & Celso Lourenço]
280 – DIVAGANDO II [Anibal Werneck & Armindo Torres]
281 – METABOLISMO [Anibal Werneck & Armindo Torres]
282 – FLOR DO QUERER [Anibal Werneck & Celso Lourenço]
283 – AO ANTONIO ARMINDO [Anibal Werneck & Celso Lourenço]
284 – AOS AMIGOS: ANYBAL E CELSO [Anibal Werneck & Armindo Torres]

video

FLOR DO QUERER   (Celso Lourenço - Celso Lourenço / Anibal Werneck) Quem é você? / Flor do querer, / Do bem me quer, / Do mal querer? / Crisântemos? / Flor de Lotus? / Flor do pé de umbuzeira? / Dália? / Amapola? / Flor de lis? / Flor de cactus? / Rosa de qualquer buquê? / Quem é você? / Querer, querer! / Se flor você. / Sou o beija-flor / Desta canção! / Sempre viva? / Flor de caju? / Flor de toda estação? / Quem é você? / Quem é você? / Quem é você? / Quem é você? / Quem é você?


Voz & Guitarr: Celso Lourenço.
Violão: Anibal Werneck.