MAR DE MORROS

domingo, 22 de dezembro de 2013

A ARTE MAIS PRÓXIMA DE DEUS

a música é a forma mais eficaz de transmitir os seus sentimentos. a poesia tem a sua força. mas quando ela vem acompanhada de uma melodia, ela parece ter mais vida. a razão disso está no fato de que a melodia toca a alma primeiro que os versos. é muito simples. quando você está ouvindo uma canção, sua alma está totalmente ligada a ela. já a poesia, precisa da ação do cérebro para apreciá-la. portanto, a música chega na frente e é dominadora. às vezes ouvimos uma música e não lembramos sequer um verso da letra. nietzsche dizia que a música não precisa de letra para se comunicar porque ela já fala diretamente com a alma. shopenhauer, por sua vez, considerava a música como a arte mais próxima de deus. a única matéria nela existente é o som. isso é lá verdade porque eu nunca vi um anjo pintor, mas músico, muitos. é claro que com isso não quero desmerecer as demais artes. longe de mim tal ideia. todavia, a música tem algo a mais.

anibal werneck de freitas.

domingo, 15 de dezembro de 2013

A MÚSICA É UMA ARTE-VÍTIMA

infelizmente. a música é uma arte vítima. vítima do preconceito. se é clássica por mais antiga que seja não sofre nenhum preconceito. todavia a dita popular sofre. sofre por causa da ignorância que surge entre as gerações. os mais jovens desfazem da música dos mais velhos e vice versa. uma palhaçada que os governos deveriam combater através da educação. a única coisa que existe realmente é música bonita e feia. e elas estão tanto na música dos mais velhos quanto na dos mais novos. são poucos os que conseguem superar esta barreira ridícula. na pintura e em outras artes isso não existe. só na música, que é a arte mais próxima de deus, existe tal discrepância. pode não parecer, mas isso faz muito mal à cultura de um país como o nosso brasil. o preconceito faz as pessoas perderem a oportunidade de conhecer valores na música popular de todas as épocas. eu acredito que vá chegar um dia em que isso vai ser superado. não sei se vou ver isso. creio que não. porque a ignorância anda muito forte nos dias de hoje. ainda mais com esta música bate-estaca nas lojas azucrinando os ouvidos da gente, um horror.

anibal werneck de freitas.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

DEUS SÓ EMPURROU


Deus deu apenas o empurrão inicial porque o resto é com a gente, temos a liberdade total de fazer o que bem entendemos, as coisas ruins que acontecem não tem nada a ver com Ele, aliás, Ele não pode fazer nada porque assim estaria interferindo na nossa liberdade, o problema é que o mundo que partiu Dele está sujeito à toda sorte de acontecimentos, sejam eles bons ou ruins, portanto, tudo aquilo que é possível acontecer, tem 90% da chance de acontecer e por aí vai, sendo assim, cabe a nós lutar para que as coisas boas aconteçam, não digo que tudo está em nossas mãos, todavia, boa parte está, por isso devemos ser compreensível para com o nosso próximo e ele também, é claro, só assim estaríamos melhorando este mundo gradativamente, agora, aquilo que não está ao nosso alcance, nós não temos a menor culpa, embora, em muitos casos, nós somos culpados das calamidades que ocorrem como por exemplo as chuvas torrenciais que além de matar destrói casas e plantações, porque nossas autoridades não tomaram as devidas providências, no fundo tudo está ligado neste mundo, se alguém falar que religião não tem nada a ver com política, está completamente equivocado, nossa liberdade é tamanha que não temos o direito de discriminar ninguém, seja negro, pobre, homo sexual, budista, católico, evangélico, ateu, umbandista, espírita, etc, etc,... todos devem respeitar porque afinal somos seres humanos civilizados, devemos ser ecumênicos como o Papa João XXIII nos ensinou, outra coisa, tanto Maomé, Cristo, Moisés, Buda, Lao-Tzé e outros iluminados que vieram a este mundo trazendo a mensagem do amor devem ser respeitados, eu, por exemplo que acredito num Deus imanente, respeito o Deus transcendente, afinal, no fundo é um ser ou melhor dizendo, a causa primeira de tudo o que existe, até mesmo o ateu que não acredita em nenhum dos dois deve ser respeitado, também, é a liberdade que nós temos de ir e vir, voltado ao que disse acima, ninguém é dono da verdade, tudo se resume numa única coisa, a qual chamamos de vida, este artigo, por exemplo, pode ser encaixado em todos os meus blogs, porque todo o conhecimento humano se converge para um único ponto, ou seja, a busca, na verdade estamos sempre buscando a mesma coisa, a felicidade.


Anibal Werneck de Freitas.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

ANIBAL & PARCEIROS, 2013

Por motivos técnicos resolvi dividir o CD em dois, um, com músicas e letras minhas e o outro, com os meus parceiros, Celso Lourenço, Armindo Torres, Jairo machado, Pedo Dorigo e Bertold Brecht, abaixo a capa e as músicas do dito cujo:


Quanto ao preço, 
cada um custará 
apenas R$ 10,00, 
agora, pelo correio 
ficará em R$ 15,00.