MAR DE MORROS

quinta-feira, 31 de março de 2016

GATO BRANCO [Anibal do túnel do tempo]



GATO BRANCO [ANIBAL WERNECK DE FREITAS
AOS MEUS AMIGOS: OS SELENITAS - VOLUME 2 - 1967.
VOZ E VIOLÃO: ANIBAL.
* REGISTRADA EM PARTITURA MUSICAL.

    TUCANLINO ET SES AMIS [Anibal do túnel do tempo]



    TUCANLINO ET SES AMIS [Anibal Werneck & A de Antônio]
    ONDA MUI JOVEM - VOL. 1- 1966.
    VERSÃO PARA O FRANCÊS DE JOSÉ CARLOS SOB A REVISÃO DA PROFESSORA DE FRANCÊS DONA LIA ALBUQUERQUE.
    VOZ E VIOLÃO: ANIBAL.
    * MÚSICA REGISTRADA EM PARTITURA MUSICAL.

    quarta-feira, 30 de março de 2016

    SEMPRE QUE VEJO VOCÊ [Anibal do túnel do tempo]



    SEMPRE QUE VEJO VOCÊ [Anibal Werneck de Freitas]
    Álbum, AOS MEUS AMIGOS: OS SELENITAS, vol.2, 1967.
    Contracenando: Anibal e sua esposa, Alice [Ecila].
    Voz e violão; Anibal.

    EU NASCI PRA TE AMAR [Anibal do túnel do tempo]



    EU NASCI PRA TE AMAR [Anibal Werneck de Freitas]
    Álbum, AOS MEUS AMIGOS: OS SELENITAS, VOL.2, 1967.
    Voz e violão: Anibal.
    *Registro em partitura musical.

    terça-feira, 29 de março de 2016

    É NATAL, NATAL, NATAL! [Anibal do túnel do tempo]



    É NATAL, NATAL, NATAL! [Anibal]
    do álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    *Música registrada em partitura musical.
    Voz e violão: Anibal.

    SÚPLICA [Anibal Werneck



    SÚPLICA [Anibal Werneck & Julinho]
    do álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    Cantando e Aforismando.
    *Música registrada em partitura cifrada com letra.

    SAUDADE NÃO EXISTE [Anibal cantando e aforismando]



    SAUDADE NÃO EXISTE [Anibal Werneck de Freitas]
    do álbum, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    Música registrada em partitura com a letra cifrada.
    Voz e violão: Anibal.

    segunda-feira, 28 de março de 2016

    VENTO MALVADO [cantando e aforismando]



    VENTO MALVADO [ANIBAL, A DE ANTÔNIO & KEBINHA]
    do álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    Além da música, neste vídeo consta uns aforismas que vale a pena curtir. Todos são de minha autoria.
    *música registrada em partitura cifrada com a letra.

    anibal werneck de freitas.

    domingo, 27 de março de 2016

    TUCANLINO E SUA TURMA [do túnel do tempo]



    TUCANLINO E SUA TURMA [Anibal Werneck & A de Antônio]
    do álbum musical, ONDA MUI JOVEM, VOL.1, 1966.

    *Música registrada em partitura cifrada para violão com a letra.

    NESTA ONDA EU NÃO CAIO [do túnel do tempo]



    NESTA ONDA EU NÃO CAIO, álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol. 1, 1966.

    NÃO VOU CAIR NA ONDA/ PORQUE NÃO SEI NADAR/ POIS A ONDA É PESADA/ ESTÁ SUJEITA A ME AFOGAR/ MARÉ BAIXA, MARÉ ALTA/ NO MAR NÃO ME ATREVO A ENTRAR/ PODE VIR UM ONDA/ E ELA PRO MEIO ME LEVAR/ ATÉ DE BARCO TENHO MEDO/ DE NO MAR VIAJAR/ PODE VIR UMA BORRASCA/ E O MEU BARCO VIRAR/ CADA PASSO LÁ NO MAR/ REPRESENTA UM FURACÃO/ QUE SACODE TODO O BARCO/ COMO O AMOR O CORAÇÃO./ NÃO VOU CAIR NA ONDA/ PORQUE NÃO SEI NADAR/ POIS SE EU CAIR NA ONDA/ NINGUÉM VAI ME TIRAR/ NÃO VOU CAIR NA ONDA [NÃO VOU CAIR]/ POIS SE EU CAIR NA ONDA/ NINGUÉM VAI ME TIRAR.

    *Música registrada em partitura cifrada para violão com a letra.

    sexta-feira, 25 de março de 2016

    O MEDO DO TUCANO [Aníbal Werneck de Freitas]



    O MEDO DO TUCANO
    [anibal Werneck de Freitas]

    A                  E7
    Todos têm culpa
    F#m                     C#m
    Só o PT paga o pato
        D                   A
    A mídia repetitiva
    E7                        A
    Lava Jato, Lava Jato!
    _________________

    A                        E7
    A Senzala acordou
    F#m                C#m
    E a Dilma ganhou
        D                   A
    Mas a Casa Grande
       E7                               A
    Desde então não aceitou.

       D                           A
    E fica assim esta merda
    E7                                        A
    Todo o dia enchendo o saco
           D                               A
    E a tucanada irresponsável
    E7                         A
    Fica só na Lava Jato.
    ________________

                D                           A
    Ao impeachment eu insisto:
    E7                            A
    Plebiscito! Plebiscito!
                D                          A
    Mas o medo da oposição
    E7                        A
    É o povo dizer não!
    ________________

    quarta-feira, 23 de março de 2016

    JANGADEIRO [do túnel do tempo]



    JANGADEIRO
    Álbum Musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    Um samba no estilo Dorival Caymmi, com a temática do homem saindo pro mar em busca do seu sustento diário. 

    Ô JANGADEIRO, VAI PARA O MAR/ POIS LÁ O SEU AMOR VOCÊ VAI ENCONTRAR/ JANGADEIRO QUE VAI PRO MAR/ NÃO SABE AO CERTO SE VAI VOLTAR/ CUIDADO O MAR É TRAIÇOEIRO/ FIRME NO REMO MEU JANGADEIRO/ JANGADEIRO NÃO É MEDROSO/ NÃO TEM MEDO DO MAR TENEBROSO/ ATÉ MESMO QUANDO A JANGADA/ FICA AO SABOR DA ÁGUA AGITADA./ ELE SABE QUE O MAR É PROFUNDO/ MAS SEM ELE DE QUE LHE VALE O MUNDO/ JANGADEIRO QUE AMA O MAR/ LARGA SEUS FILHOS PRA NELE MORAR/ QUANTOS JANGADEIROS FORAM PARA O MAR/ SABENDO QUE NUNCA MAIS IAM VOLTAR/ E COMO O MAR É TODO O SEU SER/ SENDO ASSIM EU VOLTO A DIZER:/ JANGADEIRO QUE VAI PRO MAR/ NÃO SABE AO CERTO SE VAI VOLTAR/ CUIDADO O MAR É TRAIÇOEIRO/ FIRME NO REMO MEU JANGADEIRO/ JANGADEIRO NÃO É MEDROSO/ NÃO TEM MEDO DO MAR TENEBROSO/ ATÉ MESMO QUANDO A JANGADA/ FICA AO SABOR DA ÁGUA AGITADA./ JANGADEIRO! JANGADEIRO! JANGADEIRO! JANGADEIRO!

    *Música registrada em partitura cifrada para violão com a letra.

    anibal werneck de freitas.

    terça-feira, 22 de março de 2016

    ALÔ MEU BEM! [do túnel do tempo]



    ALÔ MEU BEM!
    Álbum Musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.

    ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM/ ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM/ QUE SEMPRE QUIS VER VOCÊ FELIZ/ SEMPRE A CANTAR E A SORRIR/ NA MINHA VIDA SÓ QUERO VOCÊ/ PRA COMPLETAR TODO O MEU SER./ ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM/ ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM/ ACREDITANDO EM MIM SEI QUE VIVERÁ/ SEMPRE A CANTAR E A ME AMAR/ COM ESTAS PALAVRAS VOU ME DESPEDIR/ PROMETENDO UM DIA CANTAR ASSIM:/ ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM/ ALÔ MEU BEM! AQUI FALA ALGUÉM/ QUE SEMPRE QUER SER O SEU BEM.

    *Composição registrada em partitura musical com a letra cifrada para violão .

    anibal werneck de freitas.

    segunda-feira, 21 de março de 2016

    TREM DO MEU BEM [do túnel do tempo]



    TREM DO MEU BEM [Anibal Werneck - A de Antônio]
    Álbum Musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.

    NÃO VOU DEIXAR VOCÊ PARTIR NO TREM QUE JÁ VEM/ SENÃO EU FICO TRISTE E MORRO DE PAIXÃO MEU BEM/ O TREM JÁ VEM NÃO VAI MEU BEM/ DEIXA O TREM E FICA AQUI/ COM ALGUÉM QUE TE QUER BEM./ O TREM JÁ CHEGOU VOCÊ NÃO VAI PARTIR/ PORQUE SENÃO EU VOU SUA FALTA SENTIR/ DEIXA O TREM PASSAR MEU BEM/ E VEM ME BEIJAR./ NÃO VOU DEIXAR VOCÊ PARTIR NO TREM QUE JÁ VEM/ SENÃO EU FICO TRISTE E MORRO DE PAIXÃO MEU BEM/ O TREM JÁ VEM NÃO VAI MEU BEM/ DEIXA O TREM E FICA AQUI/ COM ALGUÉM QUE TE QUER BEM./ NÃO QUERO QUE VOCÊ ME DEIXE SOZINHO AQUI/ OLHANDO VOCÊ NO TREM QUE VAI PARTIR/ DEIXA O TREM IR MEU BEM/ E VEM ME AMAR/ E VEM, E VEM, E VEM ME AMAR/ MEU BEM.

    anibal werneck de freitas.

    sábado, 19 de março de 2016

    HISTÓRIA TRISTE [do túnel do tempo]



    HISTÓRIA TRISTE
    Álbum Musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.

    É UMA HISTÓRIA MUITO LONGA E TAMBÉM MUITO TRISTE/ QUE TU EM TUA VIDA CERTAMENTE NUNCA OUVISTE/ COMEÇOU QUANDO MORAVA NUMA CASINHA LÁ NO MORRO/ QUE NÃO TINHA NEM TELHADO E TÃO POUCO TINHA O FORRO/ FOME E FRIO EU PASSAVA MAS PARA ISSO NÃO LIGAVA/ POIS TINHA UM AMOR NA CIDADE QUE SABIA QUE ME AMAVA/ FILHA DE GENTE MUITO RICA QUE VIVIA NUM APARTAMENTO/ E ELA ERA TÃO LINDA QUE TODOS A PEDIAM EM CASAMENTO/ MAS ELA SEMPRE OS RECUSAVA DIZENDO QUE JÁ TINHA A QUEM AMAR/ POIS SE UM DIA O PERDESSE NUNCA MAIS O IA ENCONTRAR/ ASSIM VIVI TEMPOS FELIZES JUNTO COM O MEU AMOR/ E QUANDO NOS ENCONTRÁVAMOS SENTÍAMOS UM GRANDE ARDOR/ MAS UM DIA MUI SOMBRIO UMA DESGRAÇA ACONTECEU/ ESTA MOÇA A QUEM EU AMAVA SOFREU UM ACIDENTE E MORREU/ COMO CHOREI NESTE DIA AO SABER DO ACONTECIMENTO/ POIS NÃO IA MAIS VER A MOÇA DO LINDO APARTAMENTO/ ASSIM PELA PRIMEIRA VEZ A TRISTEZA SUBIU AO MORRO/ ENTÃO FOME E FRIO SENTI NA MINHA CASA SEM TELHADO E SEM FORRO.

    anibal werneck de freitas.

    sexta-feira, 18 de março de 2016

    QUERIDA [do túnel do tempo]



    QUERIDA,
    álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966.
    Música e Letra de Anibal Werneck de Freitas.
    Gênero: Yê, Yê, Yê.

    QUERIDA EU TE AMO/ AMO-A TANTO QUERIDA/ MEU BEM EU TE QUERO/ QUERO-O TANTO MEU BEM./ VOCÊ NÃO PODE QUERIDA/ O MEU AMOR CALCULAR/ PORQUE ELE É MUITO MAIS/ DO QUE POSSAS IMAGINAR./ A MINHA VIDA QUERIDA/ É SÓ PENSAR EM VOCÊ/ MAS VOCÊ MEU BEM/ PARECES NÃO ME QUERER.

    anibal werneck de freitas.

    quinta-feira, 17 de março de 2016

    NÃO ENCONTREI ! [do túnel do tempo]



    NÃO ENCONTREI !
    Álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966. 

    Quando comecei a compor música, ainda muito jovem, sofri várias influências, ora do Yê, Yê, Yê, ora da MPB. Vocês verão no decorrer deste projeto estas influências até o álbum musical, O PRINCÍPIO DO FIM, vol. 12, 1975. Cujo título mostra claramente o início de uma nova era, ou seja, a de passar a ter um estilo próprio, principalmente quando conheci parceiros de alto nível.

    NÃO ENCONTREI, NÃO ENCONTREI!/ O AMOR QUE EU TANTO QUIS NÃO CONSEGUI ENCONTRAR/ HOJE ANDO PELAS RUAS SEMPRE A CHORAR/ SOZINHO NA SOLIDÃO, SEM NINGUÉM PARA AMAR/ VIVENDO ASIM NÃO CONSIGO PARAR DE GRITAR:/ NÃO ENCONTREI, ENCONTREI!/ MAS SEI QUE UM DIA VOU TE ENCONTRAR/ FLORES DA PRIMAVERA IREI APANHAR/ MAS SE ISTO FOR UM SONHO E O MEU AMOR NÃO ENCONTRAR/ EU CERTAMENTE VOLTAREI A GRITAR:/ NÃO ENCONTREI, NÃO ENCONTREI!/ O AMOR QUE EU TANTO QUIS ENCONTRAR./ NÃO ENCONTREI, NÃO ENCONTREI!/ O AMOR QUE EU TANTO QUIS ENCONTRAR./ NÃO ENCONTREI, NÃO ENCONTREI!/ O AMOR QUE EU TANTO QUIS ENCONTRAR.

    anibal werneck de freitas.

    quarta-feira, 16 de março de 2016

    A IDA [do túnel do tempo] 1966



    A IDA, álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966. 

    Na época, A VOLTA, do Roberto Carlos me inspirou fazer uma música antônima.

    EU ME LEMBRO ATÉ HOJE SUA PARTIDA MEU AMOR/ FOI NESSE DIA TRISTE QUE SENTI UMA GRANDE DOR/ FOI A DOR DE UMA PARTIDA QUE CERTAMENTE EU SABERIA/ QUE SE VOCÊ AMOR FOSSE JAMAIS PARA MIM VOLTARIA/ FOI NESSE DIA QUE VOCÊ PARTIU/ QUE SENTI A VIDA MORRER/ SÓ EM PENSAR MEU AMOR/ QUE JAMAIS EU IA TE VER/ EU SENTI NESSE DIA TODA A BELEZA DA VIDA/ FUGIR DE MIM AMOR/ POR CAUSA DA SUA IDA/ EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA! / EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA! / EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA!

    anibal werneck de freitas.

    E ZÉ LUIZ NÃO MORREU [do túnel do tempo] 1965



    E ZÉ LUIZ NÃO MORREU [Anibal Werneck/ Cônego Naves]
    Do álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1965.

    Na época em que eu estudava no Seminário N. S. Aparecida, em Leopoldina(MG), o meu professor de Latim, Cônego Naves, escreveu a letra desta música no quadro, brincando com o meu colega Zé Luiz que tinha se curado de uma doença. Gostei tanto da letra que resolvi musicá-la. Resultado: Agora, durante os encontros dos ex-seminaristas, esta canção é muito solicitada.

    PREPAROU-SE UMA GRANDE FESTA/ TODA A CASA JÁ SE APRESSA/ PARA O QUE ACONTECEU/ FOI COMPRADA MUITA VELA/ O QUENTÃO CHÁ DE CANELA/ E ZÉ LUIZ NÃO MORREU./ ZÉ LUIZ NÃO MORREU!/ TODO MUNDO ENTUSIASMADO/ ESPERAVA O FERIADO/ QUE O REGULAMENTO DEU/ HOUVE PLANOS DE SAÍDA/ HOUVE ROUPA BEM VESTIDA/ E ZÉ LUIZ NÃO MORREU./ ZÉ LUIZ NÃO MORREU!/ QUE PENA ELE DEVIA TER MORRIDO/ PARA NÃO TOMAR MAIS LEITE COM OVO BATIDO/ COMO VÃO FICAR ALEGRES/ O TI JANIM, O TI GUILHERME, O TI JAIR E O ELIZEU/ POIS ZÉ LUIZ NÃO MORREU/ ZÉ LUIZ NÃO MORREU! 

    anibal werneck de freitas.

    PENSAMENTO [do túnel do tempo] 1965



    PENSAMENTO
    Minha segunda composição musical. Está no álbum musical, vol.1, ONDA MUI JOVEM, 1965/1966.

    LÁ LONGE, LÁ MUITO LONGE/ ONDE SÓ PENSAMENTO PODE CHEGAR/ LÁ LONGE, LÁ MUITO LONGE/ ONDE SÓ PENSAMENTO PODE CHEGAR E MORAR/ PENSAMENTO QUE VAI LONGE/ NÃO CONHECE O QUE É DISTÂNCIA/ PENSAMENTO QUE VAI LONGE/ NÃO CONHECE O QUE É DISTÂNCIA.

    anibal werneck de freitas.

    domingo, 13 de março de 2016

    FAVELADOS [do túnel do tempo] 1965



    FAVELADOS (Anibal Werneck de Freitas)
    Minha primeira composição musical. Um samba de protesto.
    Leopoldina(MG), 1965.
    DIZEM QUE LÁ NO MORRO/ OS FAVELADOS VIVEM PERTO DO CÉU/ MAS É PURA MENTIRA/ OS COITADOS VIVEM AO LÉU./ FAVELADOS QUE NÃO TÊM NADA/ QUE VIVEM NA CORDA BAMBA/ MAS NO CARNAVAL VIBRAM ALEGRES/ POIS COMPRARAM VESTIMENTA PRO SAMBA./ MAS MESMO ASSIM, VIVEM CANTANDO/ TAPANDO A TRISTEZA QUE LÁ VIVE REINANDO/ OS DA CIDADE NÃO SABEM/ QUE LÁ NA FAVELA LUTAM TANTO/ PRA SAMBAR NA PORTELA./ SÃO HOMENS SIMPLES/ QUE VIVEM SAMBANDO AO LÉU/ POIS QUEM VIVE NO MORRO/ NÃO VIVE PERTINHO DO CÉU.
    Do álbum musical, vol.1, ONDA MUI JOVEM, 1965-1966.
    anibal werneck de freitas.

    quinta-feira, 10 de março de 2016

    ANIBAL WERNECK canta M'APPARI TUTT'AMOR de FRIEDRICH VON FLOTOW



    RESOLVI VOLTAR A CANTAR MÚSICAS DO MEU TEMPO DE TENORINO NA MINHA ADOLESCÊNCIA EM LEOPOLDINA(MG).
    SÃO CANÇÕES NAPOLITANAS QUE FAZEM SUCESSO ATÉ HOJE ATRAVÉS DE VOZES COMO A DO MAGNÍFICO E FAMOSO CANTOR ITALIANO, ANDREA BOCELLI.
    QUERO,TAMBÉM, APROVEITAR O ENSEJO PARA UMA HOMENAGEM PÓSTUMA AO GRANDE MESTRE QUE ME ENSINOU A INTERPRETAR CANÇÕES NAPOLITANAS, ACOMPANHANDO-ME AO PIANO. ESTOU FALANDO DO MONSENHOR GERARDO NAVES, GRANDE MÚSICO ECOMPOSITOR, DRAMATURGO E PROFESSOR DE LATIM E FRANCÊS. PORTANTO, A ELE DEVO TUDO O QUE SEI DA ARTE MUSICAL.
    ANIBAL WERNECK DE FREITAS.

    domingo, 6 de março de 2016

    ANIBAL canta LOVE ME TENDER (Elvis Presley)



    Quando criança, gostava sempre de cantar no banheiro, meu banho era demorado. Era preciso minha mãe bater na porta pra eu parar. Deste modo, até hoje continuo cantando de tudo, menos estas porcarias atuais que eu não consigo gostar. Eu não sei explicar porque só me sinto realizado quando estou cantando. Acredite, canto todos os dias 'pás paredes'. Já tentei parar de cantar, mas não consigo. Agora dei de cantar karaokê, também. Todavia, o violão eu não deixo de lado devido ao seu teor intimista. A música pra mim é muito importante, tanto assim que passo horas cantando. Além das músicas consagradas, canto também as minhas composições musicais. Não perturbo minha família porque o meu apartamento é grande e cheio de portas que isolam muito bem o som de um cômodo para o outro. Já com os internautas eu não tenho este problema porque a pessoa só vai me ouvir se quiser e olha que estão me ouvindo muito no You Tube em se tratando de um artista como eu que não é famoso. Tenho mais de duzentos vídeos postados e tem músicas que já passaram da casa de 3.530 visualizações. Eu me sinto um vitorioso, porque as gravações foram todas feitas no meu estúdio que tem um equipamento razoável no sistema analógico MD.
    É isso aí, como admirador do grande Elvis Presley, aí vai, 'Love me Tender.

    anibal werneck de freitas.

    sexta-feira, 4 de março de 2016

    ANIBAL WERNECK canta UNA FURTIVA LAGRIMA



    Cá estou de volta cantando músicas que se tornaram eternas na voz de tenores como, Caruso, Pavarotti e outros famosos. Trata-se do Bel Canto, um estilo musical que começou no século XVII, passou pelo XVIII e chegou ao auge no XIX.
    A canção clássica que modestamente interpreto neste vídeo chama-se, UNA FURTIVA LAGRIMA. Não faz muito tempo, o cantor cego, Andrea Bocelli, também, gravou esta melodia.
    Confesso que o vídeo apresenta uns probleminhas por falta de um equipamento melhor, mas mesmo assim, vale a pena curti-lo. Deste modo, internauta, divirta-se e desde já, agradeço-lhe.

    anibal werneck de freitas.

    quarta-feira, 2 de março de 2016

    ANIBAL WERNECK canta cantiga do folclore mineiro



    Esta cantiga chamada Caicó foi gravada pelo Milton Nascimento em 1980 no LP Sentinela. A melodia me chamou a atenção pela sua beleza e simplicidade além do tema de caráter interiorano. O nosso maior cantor fez um arranjo maravilhoso e sua voz divinal deu o toque final com muita pompa. Deste modo, resolvi fazer este vídeo Voz e Violão para relembrar o que há de bom no nosso cancioneiro. Às vezes eu acho que as coisas já estão escritas porque de repente passei a colocar no You Tube músicas antigas mas de grande qualidade. Estou procurando fazer este trabalho da forma mais simples possível até porque não tenho muito recurso. Espero que a galera goste do que estou fazendo de coração.

    anibal werneck de freitas.