MAR DE MORROS

quarta-feira, 16 de março de 2016

A IDA [do túnel do tempo] 1966



A IDA, álbum musical, ONDA MUI JOVEM, vol.1, 1966. 

Na época, A VOLTA, do Roberto Carlos me inspirou fazer uma música antônima.

EU ME LEMBRO ATÉ HOJE SUA PARTIDA MEU AMOR/ FOI NESSE DIA TRISTE QUE SENTI UMA GRANDE DOR/ FOI A DOR DE UMA PARTIDA QUE CERTAMENTE EU SABERIA/ QUE SE VOCÊ AMOR FOSSE JAMAIS PARA MIM VOLTARIA/ FOI NESSE DIA QUE VOCÊ PARTIU/ QUE SENTI A VIDA MORRER/ SÓ EM PENSAR MEU AMOR/ QUE JAMAIS EU IA TE VER/ EU SENTI NESSE DIA TODA A BELEZA DA VIDA/ FUGIR DE MIM AMOR/ POR CAUSA DA SUA IDA/ EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA! / EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA! / EU ME LEMBRO AMOR DA SUA IDA!

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário