segunda-feira, 29 de julho de 2019

Recreio-Minas (Pedro Dorigo)


Eu quero ver correr sentir
Abrindo portas versos mil
Eu quero ver correr sentir
Rimar folhetos e funil
Quero saudar juntar caminhos
Diminuir os meus anseios
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Lá rá lá rá-ê-ra...
Eu quero ver correr sentir
Quero nascer tão sem janela
E a taramela já quebrada
Eu vou abrir meu coração
E nesse passo eu quero ver
Diminuir os meus anseios
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Pranto aberto reta imagem
Que margeia a alegria
Correria desse meio
Quero voltar ver meu Recreio
Quero voltar ver meu Recreio
Quero voltar ver meu Recreio
Minas Gerais ais ais
Aliás me dá saudade demais
Minas Gerais ais ais
Aliás me dá saudade demais

sábado, 27 de julho de 2019

Permaneces (Anibal Werneckfreitas e Pedro Dorigo)


Te permaneço em mim 
encravada nas veias.
Suando em meu corpo, 
esfregando em meus pelos, 
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordados da vida 
e te percebo menor. 
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordados da vida 
e te percebo menor. 
És maior serás assim 
ao te ver perdida de mim
Ao te pressentir distante, 
ainda aqui por perto 
em afagos frágeis
E carinhos pendentes. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim
E pra sempre te amo.
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordado da vida 
e te percebo menor.
E maior serás assim
ao te ver perdida de mim. 
Ao te pressentir distante
Ainda que por perto 
em afagos frágeis 
e carinhos pendentes. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim. 
E pra sempre te amo. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim.
E pra sempre te amo.
E pra sempre te amo...

[saber salva]

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Patrão, Que Mau Há?


Patrão, que mau há?, é uma música que fiz, inspirada no fim do trem que ligava Recreio ao Rio de Janeiro. Este trem trazia um contato muito grande com a cidade maravilhosa, pelo menos naquela época. Muita coisa vinha através dele, como os LPs de cantores famosos. Foi muito bom enquanto durou. Na letra desta música, eu cito todos os lugares que o trem passava do Rio até Recreio. Eu cheguei a viajar nele de Recreio até Três Rios, quando eu estudava no Instituto Carlos Alberto Werneck, em Petrópolis.

terça-feira, 23 de julho de 2019

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Quando as pedras flutuam (VII) - Anibal e A de Antônio


Não me olhes mais assim/
Não me vês que já é fim/
Que não podemos mais amar?/
Tudo que passou já foi/
Agora quando olha pra mim/
Não vai me mudar o destino/
Serão pedras a flutuar até o FIM/
Serão pedras a flutuar até o FIM.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Violão - anibal werneckfreitas


Minha vontade era fazer uma música pro violão, acho que consegui.

Primavera Curió - Andinho


Talvez coisa vinda de cima, hoje acordei pensando nesta canção, Primavera Curió, do Andinho, Ânderson Panza (in memoriam). que nos mostra a força do amor. Pois bem, na gravação desta música, que aproveito para comemorar meus 42 anos com a Alice, está o meu parceiro e amigo, Celso Lourenço, tocando violão e que anda desaparecido desde 2016. [saber salva] 

terça-feira, 9 de julho de 2019

O Guerreiro Dentro Em Mim (Anibal Werneckfreitas)



O meu apreço à toda religião, principalmente à dos nossos irmãos afro, Umbanda  e Candomblé, porque foram eles que erigiram este país através do trabalho-escravo, que ironicamente continua na Casa Grande e na Senzala. É triste, mas é uma realidade nua e crua, ainda mais com este governo que está aí.
[saber salva]

Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro./ Quando estou encurralado/ Vejo Oxóssi sair do mato/ Pra me defender então/ Do inimigo, com seu arco./ Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro./ Quando estou apavorado/ Vejo Oxóssi reter a flecha/ Pra me acalmar assim/ Do momento que me fecha./ Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro.

domingo, 7 de julho de 2019

Lembranças - música de anibal wf/ Letra de Armando Mercadante e Lenira Peres


Nesta música, Armando e Lenira lembram de um tempo muito feliz de nossa infância em Recreio(MG), o coreto do jardim, onde a banda tocava sempre, dos anjinhos coroando Nossa Senhora, dos foguetes iluminando o céu, do incenso e do badalar dos sinos, das barraquinhas, dos leilões e dos docinhos pra comemorar. Tudo isso no frio do mês de maio casamenteiro. Só quem viveu esse tempo, sabe avaliar. [saber salva]

Lembranças - Lembranças de um tempo feliz/ O coreto do jardim de Recreio/ A procissão com os anjinhos/ Pra Nossa Senhora coroar./ Foguetes iluminando o céu/ Os dobrados da 1ª de Maio/ O cheiro do incenso e os sinos/ E os docinhos pra comemorar./ Maio de casamento,/ Das barraquinhas e dos leilões/ e nós vivendo a vida/ E a vida nos balões./ O tempo sem licença/ A infância virou lembrança/ A saudade criou raízes/ E floresceu na criança.

Deusa Natura - anibal werneckfreitas


Certa feita, estava eu atendendo na Livraria Werneck Freitas, em Recreio(MG), quando uma jovem tristonha entrou para comprar lápis e caderno, conversa vai, conversa vem, de repente ela se abriu, dizendo, Tem 8 meses, depois do meu casamento, que perdi o meu marido, numa queda fatal, na qual ele bateu com a cabeça. Isso mexeu muito comigo, tive muita compaixão dela e acabei fazendo esta triste canção, Deusa Natura - De um simples tombo/ Perdi o que mais queria/ Uma força, por favor/ Eu estou à revelia./ Está sobre mim/ Uma onda muito alta/ A explodir no meu peito/ A saudade sua./ Um porto seguro/ Além desta tortura/ Deve existir,/ Ó minha Natura./ Um lugar feliz/ Além desta ventura/ Há de existir/ Ó Deusa Natura!



quinta-feira, 4 de julho de 2019

Paisagem na Janela (Lô Borges & Fernando Brant)

O convívio com o mistério torna nossa existência mais fascinante, além de dar sentido à vida. Como seria monótona nossa existência se não tivéssemos a crença em algo além dos nossos cinco sentidos?, seríamos como máquinas sem nenhum sentimento, sem nenhuma esperança pra nada, seria muito triste, por isso, o desconhecido é a razão principal de que a vida vale a pena.
[saber salva]


Somos peregrinos de nós mesmos

Sempre fui um peregrino de mim mesmo, todos os dias continuo a  minha caminhada em direção à porta que me levará ao mundo que tanto almejo, ou seja, um mundo de muita paz e luz, onde eu possa me libertar de todo mal que existe. Se somos peregrinos, nossa estrada tem que levar a um determinado objetivo, porque do contrário, ela, a estrada, não fará nenhum sentido.
[saber salva]

Peregrino - Sem canto, sem nada,/ Vou eu pela vida/ A estrada é sem rumo./ Sem rumo a partida./ Voltar? Como? Por que?/ Estou a procura de você!/ Estou a procura de você!/ Estou a procura de você! [saber salva]




Anibal Werneckfreitas, em 04/07/2019.

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Vento Suave (Anibal/ Armando/ Lenira)

Quando eu digo que Recreio, Minas Gerais, é a cidade do interior mais cantada do mundo, ninguém acredita, e, como prova disso, aí vai, Vento Suave, composta em 2010, por mim, Armando e Lenira. Certamente outras virão. Deste modo, segue abaixo, a letra pra você acompanhar melhor a música. 




Vento suave que refresca/ Minha face, enche-me de paz/ Que só o recreiense sente/ Que só o recreiense sente./ Podem dizer que sou bairrista/ Até mesmo ufanista/ Mas o ar de Recreio é
diferente,/ Mas o ar de Recreio é diferente./ Quando nascemos/ Foi o primeiro ar que respiramos/ Cantar Recreio é cantar a vida/ A Natureza e nossa História/ A Natureza e nossa História/ A Natureza... 

[SABER SALVA]

terça-feira, 2 de julho de 2019

Canto o que vejo (Lenira/ Armando/ Anibal)


Se Deus é mesmo brasileiro/ Só pode ter nascido em Recreio/
Não me perguntem o porquê/ São coisas do coração/ Moro na Rua São Joaquim/ Hoje Célio Silveira da Luz/ Já foi Rua do Sabão/ E Rua do Cemitério./ Recreio tem o ABC/ Angaturama, Barreiros e Conceição/ Não é nenhuma São Paulo/ Mas mora no meu coração./ Agora temos a Braúna/ Luz é o que não vai faltar/ O turismo vai aumentar/ E o clima vai refrescar./ Não estou cantando vantagens/ De-e-eus me livre dessas coisas/ Canto somente o que vejo/ Com os olhos e o coração.
[SABER SALVA]

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Bolero no Bar do Zuza - Lenira Peres/ Armando Mercadante/ Anibal Werneckfreitas

Para recordar os inesquecíveis bailes dos anos 50 e 60, na Associação Comercial de Recreio(MG), eu, o Armando e a Lenira resolvemos compor este Bolero no Bar do Zuza. Se você é da época, vai sentir uma forte emoção, prepare-se.
(Saber salva)



Anibal Werneckfreitas, em 01/07/2019.

SENHORA DONA DA CASA - folia de reis