domingo, 25 de outubro de 2020

que deus é este? (anibal werneck) registro nº 479/2012

eu faço as minhas canções como um maneira de expressar o que sinto em relação ao mundo. 

eu, por exemplo, ao mesmo tempo em que canto coisas da igreja católica, também canto coisas da umbanda, como uma forma de traduzir a nossa história, através da ótica do branco e do negro.

eu digo sempre que o artista não tem pátria, nem credo e nem partido. ao mesmo tempo, tem tudo na sua obra.



 

sábado, 24 de outubro de 2020

lembranças 2 (anibal, armando e lenira) registro nº 480/2011



quem me conhece sabe que sempre convivi com a música, portanto, eu a considero autêntica, feita com muito amor e dedicação.

na verdade, eu não consigo me ver sem a música, ainda mais hoje com a internet, que nos descortina um imenso palco, para mostrar nossa arte ao mundo todo.

sendo assim, o que é mais importante não é o artista e sim a mensagem de sua obra.

certa feita, um amigo me disse, - toda arte tem que ter os dois lados, ou seja, o romântico e o social.

SENHORA DONA DA CASA - folia de reis