sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

É MUITO TRISTE, MAS É UMA VERDADE

Antigamente, artista que não era conhecido, usava pseudônimo para ser valorizado, confesso que no início fiz isto, mas achei um absurdo e resolvi colocar o meu nome, e, o resultado não foi bom, infelizmente, o preconceito existe até hoje em pleno século XXI, se você não saiu na Mídia, não é famoso, está ferrado, poucos são aqueles que lhe darão a atenção, é uma pena, muita coisa boa não está tendo o seu devido respeito, enquanto isto, a maioria bate palmas para as porcarias que saem na TV, até quando perdurará esta situação triste?, eu, como compositor e cantor, sinto na pele tal repúdio, todavia, continuo postando minhas músicas e nunca tive vergonha, pelo contrário, eu sinto é muito orgulho, até porque, existe uma minoria que se identifica com o meu trabalho.
Certa vez, logo quando saiu a fita K-7, eu comecei a fazer umas edições da minha obra e passei a vendê-las, pouquíssimos as compraram, teve um, cara que me parecia ser inteligente, pois é, quando lhe ofereci uma fita, saiu pisando duro como se eu o tivesse ofendido, fiquei indignado com a atitude ridícula dessa pessoa, cujo nome prefiro omitir.
Pois é, meu irmão Marco Antônio montou duas rádios web, uma com músicas de famosos e a outra, radianterecreio.com, pra tocar somente músicas de artistas não-famosos, um trabalho louvável, só que muitos não o aceitam, é gente retrógrada que ainda está sob o julgo midiático,
todavia, um dia, isso há de mudar, assim espero, mas com o andar d carruagem, não sei não.

anibal werneck de freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário