sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

TRILHOS TORTOS/ CROOKED RAILS/ RIELES TORCIDOS - Registro nº 294 Sombuque 3


TRILHOS TORTOS  (Anibal Werneck de Freitas) Uma verdade vem de lá do barracão, / Dos trilhos velhos que permeiam a solidão. / Esta verdade é o sino forte que bateu / No coração do maquinista que morreu. / O maquinista de boné e de emoção, / Tocava o trem sem prestar muita atenção. / No momento da curva percebeu, / Que a felicidade descarrilhou dentro do seu eu. / Meio às ferragens e à densa escuridão / O maquinista viu a dor e assombração. / Um dinossauro de ferro o trem ergueu, / Já era tarde, o maquinista morreu. / Dormentes, trilhos tortos, confusão. / E os ingleses, donos da situação: / “Trem de ferro é muito longe pra buscar / E o maquinista é muito fácil de achar”. / Dormentes, trilhos tortos confusão. / E os ingleses, máquina, preocupação: / “Trem de ferro é muito caro pra comprar / E o maquinista bota outro no lugar”. / Meio às ferragens e à densa escuridão / O maquinista viu a dor e assombração. / Um dinossauro de ferro o trem ergueu, / Já era tarde, o maquinista morreu. / Morreu, morreu!

CROOKED RAILS (Anibal Werneck de Freitas) A truth comes from the shed, / From the old rails that permeate loneliness. / This truth is the strong bell that struck / In the heart of the driver who died. / The driver in cap and emotion, / He was touching the train without paying much attention. / At the moment of the curve realized, / That happiness derailed within your self. / Amid the hardware and the dense darkness / The train driver saw the pain and haunting. / An iron dinosaur the train lifted, / It was late, the driver died. / Sleepers, crooked tracks, confusion. / And the English, the owners of the situation: / "Iron train is too far to look for / And the train driver is very easy to find". / Sleeping, bent rails confusion. / And the English, machine, concern: / "Iron train is too expensive to buy / And the train driver puts another one in place." / Amid the hardware and the dense darkness / The train driver saw the pain and haunting. / An iron dinosaur the train lifted, / It was late, the train driver died. / Died, died!


RIELES TORCIDOS (Anibal Werneck de Freitas) Una verdad proviene del cobertizo, / De los viejos rieles que impregnan la soledad. / Esta verdad es la campana fuerte que golpeó. / El conductor con gorra y emoción, / Estaba tocando el tren sin prestar mucha atención. / En el momento de la curva realizada, / Esa felicidad se descarriló dentro de si mismo. / En medio del hardware y la densa oscuridad / El conductor vio el dolor y la inquietud. / Un dinosaurio de hierro que el tren levantó, / Era tarde, el conductor murió. / Durmientes, huellas torcidas, confusión. / Y los ingleses, los dueños de la situación: / "El tren de hierro está demasiado lejos para buscarlo / Y el conductor del tren es muy fácil de encontrar". / Dormir, rieles doblados confusión. / Y la preocupación de la máquina inglesa: / "El tren de hierro es demasiado caro para comprar / Y el conductor coloca otro en su lugar". / En medio del hardware y la densa oscuridad / El conductor vio el dolor y la inquietud. / Un dinosaurio de hierro que el tren levantó, / Era tarde, el conductor murió. / Murió, murió!


anibal werneckfreitas, 20/12/19.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

DUAS LUAS/ TWO MOONS (anibal werneckfreitas) Registro nº 273/ Sombuque 3


Sempre me pergunto onde me encontro
E eu fico tonto, e eu fico tonto.
(São as Duas Luas, são as Duas Luas)
Sempre me perco em tal situação
E eu fico down, e eu fico down
(São as Duas Luas, são as Duas Luas)
Duas Luas, Duas Luas, 
Uma se mostra, a outra se esconde
Uma dá a sua banda
Enquanto que a outra se debanda.
Duas Luas, Duas Luas, suas duas
Suas duas faces que arrebentam
Bandas que acorrentam
O outro lado do meu pecado.
São as Duas Luas, Duas Luas,
São as Duas Luas, Duas Luas,
São as Duas Luas, Duas Luas.

I always wonder where I am
And I get dizzy, and I get dizzy.
(They're the Two Moons, They're the Two Moons,)
I always get lost in such a situation
And I get down, and I get down
(They're the Two Moons, They're the Two Moons)
Two Moons, Two Moons,
One shows, the other side
One gives your band
While the other is struggling.
Two Moons, Two Moons, your two
Its two smashing faces
Bands that chain
The other side of my sin.
They're the Two Moons, They're the Two Moons,
They're the Two Moons, They're the Two Moons,
They're the Two Moons, They're the Two Moons,



anibal werneckfreitas, 16/12/19.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

MISTÉRIO/ MISTERY/ MISTERIO (anibal) - registro 259 Sombuque 3


Os meus filhos dormindo no quarto 
no silêncio da noite
Eles fazem um momento feliz
de minha vida
É um milagre impregnado
do espiritual que sinto no ar.
A janela fechada 
não deixa a noite entrar
Mas o sombrio do ambiente de Morfeu
representa a cor da noite lá fora.
No céu as estrelas derramam
luzes cintilantes que cultivam
a alma humana para uma volta
ao mistério que tudo envolve.

My children sleeping in the bedroom
in the silence of the night
They make a happy moment
of my life
It's a miracle impregnated
of the spiritual I feel in the air.
The closed window
don't let the night in
But the dark mood of Morpheus
represents the color of the night outside.
In the sky the stars pour
twinkling lights farming
the human soul for a turn
Mystery is all about.

Mis hijos durmiendo en el dormitorio
en el silencio de la noche
Hacen un momento feliz
de mi vida
Es un milagro impregnado
de lo espiritual que siento en el aire.
La ventana cerrada
no dejes pasar la noche
Pero el ambiente oscuro de Morfeo
representa el color de la noche afuera.
En el cielo vierten las estrellas
luces centelleantes que cultiban
el alma humana por un volver
para el misterio que todo implica.



anibal, 13/12/19.

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

OS MÍSSEIS ESTÃO AÍ/ THE MISSILES ARE THERE/ LOS MISILES ESTAN AHI



The missiles are there
one final bump
my father, what father?
fatal immortality.
The missiles are there
a hideous grimace
my mother, what mother?
a boring evil.
The missiles are there
the missiles are here
inside the heart
Ready to blast.
The missiles are there
a morbid certainty
my friend, what friend?
sordid reality.
The missiles are there
a drastic sadness
my brother, what brother?
Real pity.
The missiles are there
the missiles are here
inside the heart
Ready to blast.
The missiles are there
a spiritist poverty
my son, what son?
critical offspring.
The missiles are there
gross bullshit
my wife, for what woman?
short calamity.
The missiles are there
the missiles are here
inside the heart
Ready to blast.

Los misiles estan ahi
un golpe final
mi padre, que padre?
inmortalidad fatal
Los misiles estan ahi
una mueca horrible
mi madre, que madre?
Un mal aburrido.
Los misiles estan ahi
los misiles están aquí
dentro del corazon
Listo para la explosión.
Los misiles estan ahi
una certeza morbosa
mi amigo, que amigo
sórdida realidad.
Los misiles estan ahi
una tristeza drástica
mi hermano, que hermano?
Real lástima.
Los misiles estan ahi
los misiles están aquí
dentro del corazon
Listo para la explosión.
Los misiles estan ahi
una pobreza espiritista
hijo mio, que hijo
descendencia crítica.
Los misiles estan ahi
mierda asquerosa
mi mujer, para que mujer?
Calamidad corta.
Los misiles estan ahi
los misiles están aquí
dentro del corazon
Listo para la explosión.





anibal werneckfreitas, 27/11/2019. 

terça-feira, 19 de novembro de 2019

O mundo sempre existiu / El mundo siempre ha existido / The world has always existed


O mundo sempre existiu e nós somos eternos. Digo isso, depois de muita leitura sobre o assunto. Vejamos, o famoso Big-Bang, aceito pela maioria dos cientistas, nos mostra que o Universo tem nascimento, expansão e fim. Sendo assim, está bem claro que ele existia antes. É a lei natural de tudo neste mundo. A validade é incontestável, se ficou velho é logo descartado, assim como nós. Explicando melhor, notamos que o Universo está se expandindo ininterruptamente e um dia chegará ao seu limite máximo, passando a se contrair de volta ao ponto um, ou seja, um ínfimo ponto de matéria concentrada, que certamente explodirá de novo, criando um outro Universo. Portanto, está aí uma razão clara de que a Terra é perecível e por isso devemos cuidar dela. Agora, quanto ao segundo assunto, este, fica para o próximo texto.

El mundo siempre ha existido y somos eternos. Lo digo después de mucho leer sobre eso. Veamos, el famoso Big Bang, aceptado por la mayoría de los científicos, nos muestra que el universo tiene nacimiento, expansión y fin. Por lo tanto, está bastante claro que existió antes. Es la ley natural de todo en este mundo. La validez es incuestionable, si envejece pronto se descarta, como nosotros. Para explicarlo más, notamos que el universo se está expandiendo ininterrumpidamente y un día alcanzará su límite máximo, contrayéndose nuevamente al punto uno, es decir, un pequeño punto de materia concentrada que seguramente explotará nuevamente, creando otro universo. Entonces, hay una razón clara por la cual la tierra es perecedera y debemos cuidarla. Ahora, en cuanto al segundo tema, esto es para el siguiente texto.

The world has always existed and we are eternal. I say that after a lot of reading about it. Let's see, the famous Big Bang, accepted by most scientists, shows us that the universe has birth, expansion and end. So it is quite clear that it existed before. It is the natural law of everything in this world. The validity is unquestionable, if it gets old it is soon discarded, just like us. To explain further, we notice that the universe is expanding uninterruptedly and one day it will reach its maximum limit, contracting back to point one, that is, a tiny point of concentrated matter that will surely explode again, creating another universe. So, there is a clear reason why the earth is perishable and so we must take care of it. Now, as for the second subject, this is for the next text.



anibal werneckfreitas, 19/11/2019.

segunda-feira, 18 de novembro de 2019

ECILA VIII (anibal werneckfreitas)


My love is like the river. Run to the sea Run to the sea Run to the sea From my heart. / My love is like the book / Ready to teach, / Ready to teach, / Ready to teach / All Xangrilá. / Ecila, Ecila, Ecila, Ecila, Ecila, Ecila...

Mi amor es como el rio. Corre hacia el mar Corre hacia el mar Corre hacia el mar Desde mi corazón. / Mi amor es como el libro / Listo para enseñar, / Listo para enseñar, / Listo para enseñar / Todo Xangrilá. / Ecila, Ecila, Ecila, Ecila, Ecila, Ecila ...




terça-feira, 22 de outubro de 2019

Não dá pra ficar calado / You can't keep quiet / No puedes callarte


A maioria diz: Veja quanta coisa bonita que Deus criou!. No entanto ninguém atribui a ele as catástrofes, os maremotos, os terremotos e outras coisas ruins que ceifam a vida de milhares de inocentes. 
Sendo assim. Sou obrigado a dizer: Precisamos acordar pra ter os pés no chão!.

The most say: See how much beautiful things God created !. Yet no one blames him for the catastrophes, the tidal waves, the earthquakes, and other bad things that claim the lives of thousands of innocents.
That way. I have to say: We need to wake up to be grounded !.


La mayoría dice: ¡Mira cuántas cosas hermosas creó Dios! Sin embargo, nadie lo culpa por las catástrofes, los maremotos, los terremotos y otras cosas malas que cobran la vida de miles de inocentes.
Siendo así. Tengo que decir: ¡Tenemos que despertar para estar 
con los pies en el suelo.

anibal werneckfreitas 22/10/2019.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

FLOR DO QUERER (Celso Lourenço e anibal werneckfreitas) Registro nº 282 / Sombuque 3


É muito mais fascinante você saber cientificamente como nasce uma flor de uma sementinha do que simplesmente acreditar que ela surgiu do nada através dum passe de mágica de um ser todo poderoso.

It is far more fascinating for you to know scientifically how a little seed flower is born than to simply believe that it came out of nowhere through the magic of an almighty being.

anibal 21/10/2019.




domingo, 13 de outubro de 2019

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

EM RITMO DE AUTOMAÇÃO - Sombuque, registro nº 53, 1969.



Em ritmo de automação foi composta em 1969. Anos atrás, um colega me parou na rua e disse, Tudo que está acontecendo no mundo hoje foi revelado pela sua música, naquela época. 
É claro que me baseei num texto, cujo autor não me lembro, acrescentando algumas coisas deduzidas por mim, através das notícias daquele momento.

anibal werneckfreitas, em 04/10/2019.
-------------------------------------------------

Em ritmo de automação was composed in 1969. Years ago, a colleague stopped me on the street and he said, Everything that is happening in the world today it was revealed by his music at that time.
Of course, I relied on a text, the author of which I do not remember, adding some things deduced by me, through the news of that moment.

anibal werneckfreitas on 10/04/2019.
------------------------------------------------



terça-feira, 1 de outubro de 2019

E ZÉ LUIZ NÃO MORREU - anibal werneckfreitas e Alberto M. Alves - Sombuque 1, Registro n° 03

Mesmo que eu queira parar de cantar, eu não consigo. A música está no meu sangue. Sempre pautei a minha vida através dela.

Even if I want to stop singing, I can't. The music is in my blood. I have always guided my life through it.






anibal werneckfreitas, em 02/10/2019.

PENSAMENTO - anibal werneckfreitas - Sombuque 1, Registro nº 02

Muita gente tem vergonha de mostrar, em termo de arte, o que fez na juventude, mostrando uma preocupação idiota, com o que as pessoas vão falar a respeito. Eu, por exemplo, não tenho este problema, graças à Deus. Tanto assim que aí está, Pensamento, música composta em 1965, na minha adolescência, no tempo de seminário, em Leopoldina-MG.




anibal werneckfreitas, em 01/10/2019.

MEU CHÃO AGORA É O CHILE - anibal werneckfreitas - Registro no Sombuque 3, nº 418

Na ocasião em que fiz esta música, eu estava muito pra baixo, estava pra morrer. Tudo partiu de uma ingratidão muito grande e de um desrespeito imensurável. Nunca imaginei que passaria por isso. Acredito que o meu maior problema é expor muito os meus sentimentos e também por não perceber a maldade à minha volta, isto sem levar em conta a minha mania de relevar tudo de ruim que me acontece. Hoje, eu procuro me precaver mais, pelo menos aprendi a lição. Mas, que dói, dói!





anibal werneckfreitas, em 01/10/2019.


segunda-feira, 30 de setembro de 2019

OS FAVELADOS - Registro no Sombuque 1, nº 01


Favelados, primeira música de minha autoria. Neste samba eu questiono a sentença da música famosa, Ave Maria no Morro, onde o autor Herivelto Martins diz, Quem vive lá no morro vive pertinho do céu, pela minha sentença de, Quem mora no morro não vive pertinho do céu. Olha que isso foi em 1963, profetizando o que está acontecendo hoje nas favelas, ou seja, um inferno.



 anibal werneckfreitas, em 30/09/2019.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Nesta Onda Eu Não Caio - Registro da letra cifrada e da partitura musical, nº 12, no Sombuque 1 de 1965 a 1975

Minhas músicas são como minhas filhas e é por isso que não  desprezo nenhuma delas. Melhor dizendo, trato todas de forma igual e tenho orgulho de cada uma. Esta, por exemplo, Nesta Onda Eu Não Caio, é do tempo da minha adolescência e tenho uma linda recordação do meu pai, que gostava de assobiar a sua melodia.





anibal werneckfreitas, em 26/09/2019.

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Arado (anibal werneckfreitas & Celso Lourenço) Sombuque, letra cifrada e partitura muical, registro nº 413

Quero agradecer a rodos aqueles que curtem a minha música com mais esta canção, o sonho continua companheiros ou companheiras.





anibal werneckfreitas, em 25/09/2019.

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Katrina - Pra Você, Bush (anibal werneckfreitas) Sombuque, registro em letra cifrada e partitura musical, nº 402

Eu sempre norteei a minha vida através da música. Confesso que não ganhei nenhum dinheiro com ela. Agora, o que me deixa mais orgulhoso, é ter continuado no caminho tal como um peregrino. Várias vezes, eu tentei chegar lá, através de nomes como Dori Caymmi e outros, mas nunca tive sorte, todavia, nem por isso vou deixar de compor e cantar, embora, já fazem uns quatro anos que não faço nada, a inspiração parece que me abandonou, talvez seja pelas coisas ruins que estão acontecendo ultimamente.  
Voltando, a música é a minha maneira de ser autêntico para com as pessoas, nunca forcei barra nenhuma, porque esta arte sempre foi espontânea em mim. Quando canto uma composição minha eu falo pelo meu coração.
Graças a Internet, hoje, eu divulgo mais ainda a minha arte.
A música é a única forma que eu tenho pra falar com as pessoas, coisas do amor e do dia-a-dia.
É como diz o amigo João Bosco, quando posto uma canção, É isso aí, Anibinha, de volta ao seu caminho!
Obrigado, Bosco!






anibal werneckfreitas, é compositor e cantor como muitos que não chegaram lá, em 23/09/2019.

sábado, 21 de setembro de 2019

Tsunami (anibal werneckfreitas) Sombuque, registro nº 396.

A Natureza não é nenhuma mãe extremada para com os seus filhos humanos ou animais, ela faz o que sempre fez, ou seja, obedece friamente as causas e as consequências, haja visto o tsunami no Japão que ceifou a vida de mais de 200.000 pessoas.



quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Portanto, Só Tenho A Dizer (Sombuque, registro nº 398)

Você pode pensar o que quiser, espernear o quanto puder, praguejar seja lá o que for, que vamos continuar trilhando o mesmo caminho, ou seja, nascer, viver e morrer.


quinta-feira, 29 de agosto de 2019

TRINCO E PORTA DE TARAMELA - anibal werneckfreitas - 2019

Uma coisa que não podemos deixar passar em branco é a nossa espiritualidade. Não estou me referindo aqui às almas penadas e sim ao nosso espírito que vai além dos limites naturais, digamos metafísicos. A espiritualidade é algo tão sublime que quando a experimentamos nos sentimos numa nuvem, independente de qualquer religião. Por exemplo, quando ouvimos uma música, ela aguça nossa espiritualidade tão forte, que nos sentimos embevecidos por ela. [saber salva]


quarta-feira, 28 de agosto de 2019

CRIANÇA - Anibal Werneck e Celso Lourenço

A música é a arte que aguça a nossa espiritualidade. Ela nos faz sentir bem com a vida ou mal, também. Nietzsche dizia que ela penetra no espiritual do homem, tecendo traduções indescritíveis. Por isso mesmo elogiava muito o seu companheiro, o compositor Wagner, até no dia em que se separaram.


segunda-feira, 26 de agosto de 2019

O Analfabeto Político - Letra de Bertolt Brecht e Música de Anibal Werneckfreitas.

Bertolt Brecht nunca foi tão atual, como agora no nosso país, que está pagando caro, justamente pelo fato do brasileiro nunca ter se preocupado com a política. Mas, tudo tem tempo, pelo menos, com este governo que está aí, estamos sentindo na pele a obrigação de se inteirar mais em saber que tipo de homens estamos colocando no Planalto Central, através dos nossos votos. [saber salva]


A Teu Instante (Anibal Werneckfreitas)


A música é praticamente a arte das artes, porque ela nos transporta para lugares incríveis, que não sabemos explicá-los, é algo indescritível, porque falta palavras para discerni-los, na nossa língua. A música é tudo o que somos.

domingo, 18 de agosto de 2019

Redenção - Música de Anibal Werneckfreitas e Letra de Armindo Torres

Os fracassos legou-os ao passado
Na mente o embrião do futuro
Transporta moldando o ego em cada passo
Pés no chão sonhos no espaço.
Aos poucos surgem os frutos
De uma nova conduta
Seus sentimentos em luta
Preparam-lhe a nova existência.
As lições de vida que acumula
Rendem juros de amor a 100%
E a mão que se agitou ontem na vingança
Produz agora um hino de esperança.


sábado, 17 de agosto de 2019

Minas Minai! (Anibal Werneckfreitas)


O forte espírito de Minas está dentro de cada um de nós mineiros, parece até que somos uma nação dentro de outra chamada Brasil. Minas é realmente algo que mexe com a nossa imaginação, seus morros e suas igrejinhas e cemitérios são coisas realmente fascinantes. Parece que Minas não mudou em nada, continua do mesmo jeito que era no século XVIII.

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Saudade não sei de quê? (Anibal Werneck e Armindo Torres)

Quando ouço esta música, Saudade não sei de quê?, sinto saudade de um lugar, onde havia respeito, dignidade, tolerância, compaixão e amor. E para a minha maior tristeza, sinto que ele está cada vez mais longe, nos dias de hoje.






terça-feira, 6 de agosto de 2019

Pensamento - Anibal Werneckfreitas


Lá longe, Lá muito longe
Onde só o pensamento
Pode chegar...
Lá longe, Lá muito longe
Onde só o pensamento
Pode chegar e morar.
Pensamento que vai longe
Não conhece o que é distância
Pensamento que vai longe
Não conhece o que é distância.

Todo mundo tem o direito de pensar, desde que não seja em coisa ruim. Cada um sabe o que é certo e o que é errado, é a nossa voz da consciência que rege nossas ações. A grande dificuldade nesta questão é a educação que pode ser boa ou ruim. Outra coisa, o bom exemplo é tudo pra fazer alguém respeitado. É muito comum ideias contrárias que nos levam a agir com agressão. Isso não está certo, porque devemos aceitar a opinião contrária à nossa. Cada um tem o direito de pensar o que quiser, o cérebro foi feito pra isso e, neste caso, devemos respeitar as crianças, não as induzindo a aceitar o que acreditamos ou não, ela tem que descobrir por ela mesmo, isso é muito sério.
Por enquanto vamos ficando por aqui. [saber salva]

Anibal Werneckfreitas, em 07/08/2019.


sábado, 3 de agosto de 2019

O Cativo


Sempre gostei de resgatar músicas do passado, dando a elas uma roupagem nova, sempre valeu a pena, é como se o passado nunca existisse, pois bem, sendo assim, aqui está a gravação de O CATIVO que fiz em 1998, de autor desconhecido, cantada por D. Mariquinhas Guimarães, por volta de 1878, segundo o livro, NOSSOS AVÓS CONTAVAM E CANTAVAM, Ensaios folclóricos e tradições brasileiras, de Angélica de Rezende, um livro que pouca gente conhece, com 206 páginas, ilustrado e, todas as músicas cantadas e tocadas nas fazendas da Zona da Mata Mineira até a região aurífera do estado, desde o século XVIII, estão com as suas devidas partituras.

anibalwerneck@gmail.com

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Recreio-Minas (Pedro Dorigo)


Eu quero ver correr sentir
Abrindo portas versos mil
Eu quero ver correr sentir
Rimar folhetos e funil
Quero saudar juntar caminhos
Diminuir os meus anseios
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Lá rá lá rá-ê-ra...
Eu quero ver correr sentir
Quero nascer tão sem janela
E a taramela já quebrada
Eu vou abrir meu coração
E nesse passo eu quero ver
Diminuir os meus anseios
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Meios desertos meu Recreio
Pranto aberto reta imagem
Que margeia a alegria
Correria desse meio
Quero voltar ver meu Recreio
Quero voltar ver meu Recreio
Quero voltar ver meu Recreio
Minas Gerais ais ais
Aliás me dá saudade demais
Minas Gerais ais ais
Aliás me dá saudade demais

sábado, 27 de julho de 2019

Permaneces (Anibal Werneckfreitas e Pedro Dorigo)


Te permaneço em mim 
encravada nas veias.
Suando em meu corpo, 
esfregando em meus pelos, 
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordados da vida 
e te percebo menor. 
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordados da vida 
e te percebo menor. 
És maior serás assim 
ao te ver perdida de mim
Ao te pressentir distante, 
ainda aqui por perto 
em afagos frágeis
E carinhos pendentes. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim
E pra sempre te amo.
Te espremo às vezes de sonhos 
reais acordado da vida 
e te percebo menor.
E maior serás assim
ao te ver perdida de mim. 
Ao te pressentir distante
Ainda que por perto 
em afagos frágeis 
e carinhos pendentes. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim. 
E pra sempre te amo. 
É fato que mesmo insano 
te permaneço em mim.
E pra sempre te amo.
E pra sempre te amo...

[saber salva]

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Patrão, Que Mau Há?


Patrão, que mau há?, é uma música que fiz, inspirada no fim do trem que ligava Recreio ao Rio de Janeiro. Este trem trazia um contato muito grande com a cidade maravilhosa, pelo menos naquela época. Muita coisa vinha através dele, como os LPs de cantores famosos. Foi muito bom enquanto durou. Na letra desta música, eu cito todos os lugares que o trem passava do Rio até Recreio. Eu cheguei a viajar nele de Recreio até Três Rios, quando eu estudava no Instituto Carlos Alberto Werneck, em Petrópolis.

terça-feira, 23 de julho de 2019

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Quando as pedras flutuam (VII) - Anibal e A de Antônio


Não me olhes mais assim/
Não me vês que já é fim/
Que não podemos mais amar?/
Tudo que passou já foi/
Agora quando olha pra mim/
Não vai me mudar o destino/
Serão pedras a flutuar até o FIM/
Serão pedras a flutuar até o FIM.

quinta-feira, 18 de julho de 2019

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Violão - anibal werneckfreitas


Minha vontade era fazer uma música pro violão, acho que consegui.

Primavera Curió - Andinho


Talvez coisa vinda de cima, hoje acordei pensando nesta canção, Primavera Curió, do Andinho, Ânderson Panza (in memoriam). que nos mostra a força do amor. Pois bem, na gravação desta música, que aproveito para comemorar meus 42 anos com a Alice, está o meu parceiro e amigo, Celso Lourenço, tocando violão e que anda desaparecido desde 2016. [saber salva] 

terça-feira, 9 de julho de 2019

O Guerreiro Dentro Em Mim (Anibal Werneckfreitas)



O meu apreço à toda religião, principalmente à dos nossos irmãos afro, Umbanda  e Candomblé, porque foram eles que erigiram este país através do trabalho-escravo, que ironicamente continua na Casa Grande e na Senzala. É triste, mas é uma realidade nua e crua, ainda mais com este governo que está aí.
[saber salva]

Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro./ Quando estou encurralado/ Vejo Oxóssi sair do mato/ Pra me defender então/ Do inimigo, com seu arco./ Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro./ Quando estou apavorado/ Vejo Oxóssi reter a flecha/ Pra me acalmar assim/ Do momento que me fecha./ Oxóssi é meu guerreiro/ Oxóssi é meu terreiro.

domingo, 7 de julho de 2019

Lembranças - música de anibal wf/ Letra de Armando Mercadante e Lenira Peres


Nesta música, Armando e Lenira lembram de um tempo muito feliz de nossa infância em Recreio(MG), o coreto do jardim, onde a banda tocava sempre, dos anjinhos coroando Nossa Senhora, dos foguetes iluminando o céu, do incenso e do badalar dos sinos, das barraquinhas, dos leilões e dos docinhos pra comemorar. Tudo isso no frio do mês de maio casamenteiro. Só quem viveu esse tempo, sabe avaliar. [saber salva]

Lembranças - Lembranças de um tempo feliz/ O coreto do jardim de Recreio/ A procissão com os anjinhos/ Pra Nossa Senhora coroar./ Foguetes iluminando o céu/ Os dobrados da 1ª de Maio/ O cheiro do incenso e os sinos/ E os docinhos pra comemorar./ Maio de casamento,/ Das barraquinhas e dos leilões/ e nós vivendo a vida/ E a vida nos balões./ O tempo sem licença/ A infância virou lembrança/ A saudade criou raízes/ E floresceu na criança.

Deusa Natura - anibal werneckfreitas


Certa feita, estava eu atendendo na Livraria Werneck Freitas, em Recreio(MG), quando uma jovem tristonha entrou para comprar lápis e caderno, conversa vai, conversa vem, de repente ela se abriu, dizendo, Tem 8 meses, depois do meu casamento, que perdi o meu marido, numa queda fatal, na qual ele bateu com a cabeça. Isso mexeu muito comigo, tive muita compaixão dela e acabei fazendo esta triste canção, Deusa Natura - De um simples tombo/ Perdi o que mais queria/ Uma força, por favor/ Eu estou à revelia./ Está sobre mim/ Uma onda muito alta/ A explodir no meu peito/ A saudade sua./ Um porto seguro/ Além desta tortura/ Deve existir,/ Ó minha Natura./ Um lugar feliz/ Além desta ventura/ Há de existir/ Ó Deusa Natura!



quinta-feira, 4 de julho de 2019

Paisagem na Janela (Lô Borges & Fernando Brant)

O convívio com o mistério torna nossa existência mais fascinante, além de dar sentido à vida. Como seria monótona nossa existência se não tivéssemos a crença em algo além dos nossos cinco sentidos?, seríamos como máquinas sem nenhum sentimento, sem nenhuma esperança pra nada, seria muito triste, por isso, o desconhecido é a razão principal de que a vida vale a pena.
[saber salva]


Somos peregrinos de nós mesmos

Sempre fui um peregrino de mim mesmo, todos os dias continuo a  minha caminhada em direção à porta que me levará ao mundo que tanto almejo, ou seja, um mundo de muita paz e luz, onde eu possa me libertar de todo mal que existe. Se somos peregrinos, nossa estrada tem que levar a um determinado objetivo, porque do contrário, ela, a estrada, não fará nenhum sentido.
[saber salva]

Peregrino - Sem canto, sem nada,/ Vou eu pela vida/ A estrada é sem rumo./ Sem rumo a partida./ Voltar? Como? Por que?/ Estou a procura de você!/ Estou a procura de você!/ Estou a procura de você! [saber salva]




Anibal Werneckfreitas, em 04/07/2019.

SENHORA DONA DA CASA - folia de reis